Câmara de São Caetano cobra Estado por Metrô em vez de BRT

Requerimento assinado pelos 19 vereadores lembra que população quer modal original para Linha 18-Bronze.

A Câmara de São Caetano aprovou, por unanimidade, requerimento originalmente confeccionado pela vereadora Suely Nogueira (MDB) cobrando do governo do Estado a manutenção do monotrilho como modal para a Linha 18-Bronze do Metrô, que ligará o Grande ABC ao sistema metroviário da Capital. O documento, posteriormente, recebeu a assinatura de todos os 19 vereadores são-caetanenses.

O ofício, que já foi entregue ao governo do Estado, cita que a população já mostrou, por meio das páginas do Diário ou até pelo estudo recente divulgado pelo instituto ABC Dados, que quer Metrô em vez de BRT (sigla em inglês para sistema de transporte rápido com ônibus), alternativa oficialmente estudada pela administração de João Doria (PSDB) para a Linha 18.

“Diante do exposto e atendendo os anseios da população e dos diversos setores da sociedade, que escolheu o sistema sobre trilhos como a melhor opção de transporte do Grande ABC, encaminhamos o requerimento”, concluiu o documento.

A peça é assinada, além de Suely, pelos vereadores Tite Campanella (Cidadania), Caio Funaki (Patriota), Carlos Humberto Seraphim (DEM), César Oliva (PR), Edison Parra (PSB), Eduardo Vidoski (PSDB), Chico Bento (PP), Jander Lira (PP), Magali Selva Pinto (PSD), Marcel Munhoz (Cidadania), Marcos Fontes (PSDB), Moacir Rubira (PRB), OlynthoVoltarelli (PSDB), Roberto do Proerd (MDB), Reinaldo Perez (DEM), Ricardo Andrejuk (PSDB), Sidão da Padaria (MDB) e Ubiratan Figueiredo (PR).

Autora do requerimento, Suely argumentou que confeccionou a cobrança porque, além de ler nas páginas do Diário o pedido por Metrô, ouviu populares nas ruas com o mesmo desejo. “Para nós, enquanto munícipe, é muito maior a vantagem de ter o Metrô. Trará melhoria para nossa região. O BRT não é tão importante, não vai valorizar tanto a região. O BRT não atenderia a demanda atual de forma completa”, sustentou a emedebista.

Suely ainda pontuou que o requerimento de São Caetano serve também para que outras câmaras do Grande ABC entrem na luta para que o modal original seja mantido pelo governo estadual. “Vamos ver se há adesão ao movimento, temos de fazer esse grande movimento.

Enquanto as obras não começam, há sempre esperança para que essa ideia mude. O Grande ABC ficou tanto tempo sem Metrô. Precisa de algo moderno”, disse. “Quem vai se beneficiar com essa troca pelo BRT? A população, que tem de ser a beneficiada neste caso, quer o Metrô. ”

Presidente em exercício do Legislativo, Parra comentou que, há dois meses, encaminhou ofício ao Palácio dos Bandeirantes solicitando a montagem de comissão com vereadores para acompanhar as discussões sobre a implementação da Linha 18-Bronze – cujo contrato foi assinado em 2014 e, até agora, não houve avanço de obra. “Não obtive resposta. Liguei lá (no governo do Estado) algumas vezes. Eles confirmaram que receberam (o ofício), mas não responderam”. O socialista afirmou que a votação unânime do requerimento cobrando o monotrilho se deu porque toda casa entende que o modal é o melhor. “Não tem nem o que debater. O monotrilho é o ideal.”

Fonte: Com redação do DGABC

0 visualização

Get Social

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey YouTube Icon

© 2020 - Metalúrgicos de São Caetano do Sul