Com alta de 1,68%, gasolina bate recorde

    Litro passa de R$ 1,1704 para R$ 2,2069 nas refinarias, o mais elevado desde junho de 2017.

    Cinco dias após o último aumento no preço da gasolina, a Petrobras anunciou que, a partir de hoje nas refinarias de todo o País, o preço do derivado estará 1,68% mais caro. Com o novo incremento, o litro da gasolina passará de R$ 1,1704 – valor que vigorava desde sábado –, para R$ 2,2069.

    É o mais alto custo cobrado pelo litro da gasolina desde junho do ano passado, quando a Petrobras mudou a política de preços e passou a acompanhar as oscilações do preço da commodity no mercado externo.

    “Os valores médios informados consideram a média aritmética nacional dos preços à vista, sem encargos e sem tributos, praticados na modalidade de venda padrão nos diversos pontos de fornecimento, que variam ao longo do território nacional, para mais ou para menos em relação à média. Essa variação pode ser de até 12% para gasolina A”, informa a Petrobras.

    De acordo com o presidente do Regran (Sindicato do Comércio Varejista de Derivado de Petróleo do ABCDMRR), Wagner de Souza, o valor nos postos dependerá de cada revendedor, mas o repasse é certo. “Os aumentos nas distribuidoras estão ocorrendo quase que diariamente, Ao longo da semana foram R$ 0,12 de aumento”, disse.

    Na sexta-feira, após três meses de congelamento em decorrência, a Petrobras anunciou alta de 13% no preço do óleo diesel nas refinarias. O motivo para a elevação dos dois produtos decorre da valorização do dólar, ontem em R$ 4,15. (comABr)

    Fonte:  DGABC

    Get Social

    • Grey Facebook Icon
    • Grey Twitter Icon
    • Grey LinkedIn Icon
    • Grey YouTube Icon

    © 2019 - Metalúrgicos de São Caetano do Sul