Copom confirma expectativas e reduz taxa de juros para 7%

Taxa nominal, a menor da série histórica, endossa discurso oficial de “recuperação”

por Redação RBA publicado 06/12/2017 18h22, última modificação 06/12/2017 19h39

São Paulo – Sem surpresas, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) anunciou no início da noite de hoje (6) corte de meio ponto percentual da taxa básica de juros, a Selic, para 7% ao ano, menor nível histórico nominal – até então, a menor taxa era de 7,25%, em 2012. Mesmo antes do comunicado, a dúvida se concentrava na política a partir do ano que vem, que provoca dúvidas entre economistas. “Para frente, o Comitê entende que o atual estágio do ciclo recomenda cautela na condução da política monetária”, diz comunicado divulgado ao final dos dois dias de reunião.

A decisão foi unânime e sem viés. “O Comitê julga que o cenário básico para a inflação tem evoluído, em boa medida, conforme o esperado. O comportamento da inflação permanece favorável, com diversas medidas de inflação subjacente em níveis confortáveis ou baixos, inclusive os componentes mais sensíveis ao ciclo econômico e à política monetária”, diz o comunicado. Segundo o órgão, os indicadores analisados mostram “sinais compatíveis com a recuperação gradual da economia brasileira”.

O Copom fala também de reformas em curso como fator relevante para a Selic: “O processo de reformas e ajustes necessários na economia brasileira contribui para a queda da sua taxa de juros estrutural”.

A última reunião do ano completa uma sequência de 10 cortes na Selic, que em outubro de 2016 estava em 14,25%. A dúvida ainda reside na alardeada recuperação da economia brasileira. A primeira reunião de 2018 será realizada em 6 e 7 de fevereiro.

Rede Brasilia atual  07-12-2017

Get Social

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey YouTube Icon

© 2019 - Metalúrgicos de São Caetano do Sul