top of page
  • Foto do escritor

Datafolha: trabalhadores por aplicativo preferem autonomia e rejeitam CLT

Pesquisa encomendada pela Uber e iFood mostra que motoristas e entregadores preferem a flexibilidade de horário ao vínculo formal

Helena Dornelas postado em 22/05/2023 21:02 O levantamento entrevistou 1.800 motoristas e 1.000 entregadores por aplicativo, sendo 94% homens e 4% mulheres - (crédito: Reprodução) A maioria dos motoristas e entregadores por aplicativo, cerca de 75%, preferem a autonomia em vez de ter um vínculo tradicional com as normas previstas na CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) mostra a pesquisa Futuro do trabalho por aplicativo, feita pelo Datafolha e encomendada por Uber e iFood. O levantamento entrevistou 1.800 motoristas e 1.000 entregadores por aplicativo, sendo 94% homens e 4% mulheres. Nove a cada 10 dos ouvidos preferem o modelo de trabalho por aplicativo por garantir a autonomia e liberdade de decidir o horário e poder recusar pedidos de viagens e entregas, além de poderem utilizar mais de um aplicativo. Além disso, 83% dos entregadores e 74% dos motoristas sinalizaram que desejam continuar a trabalhar com os aplicativos de mobilidade e entrega mesmo sem a regularização do serviço com vínculos de trabalho prevista na CLT. A pesquisa também mostrou que 84% dos entrevistados são chefes de família, e tem em média três pessoas dependendo do salário. Além disso, 51% dos trabalhadores têm o aplicativo como a única renda e 49% usam como complemento.

11 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page