Indústrias do ABCD eliminam 650 postos de trabalho em fevereiro

O nível de emprego industrial no ABCD apresentou resultado negativo em fevereiro, com a queda de 650 postos de trabalho. É o que aponta pesquisa divulgada nesta quinta-feira (16/03) pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) a partir de dados coletados com as diretorias do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) nas cidades de Santo André (que compreende, inclusive, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra), São Bernardo, São Caetano e Diadema.

As indústrias de São Bernardo realizaram a maior parte dos cortes durante o segundo mês do ano. Foto: Rodrigo Pinto

As indústrias que mais demitiram neste último mês estão instaladas em São Bernardo, responsáveis por 450 dos cortes, principalmente nos setores de produtos de metal, máquinas e equipamentos, produtos de minerais não metálicos e produtos de borracha e de material plástico.

Em Santo André foram 150 postos de trabalho a menos, influenciado pelos cortes em empresas têxteis, farmoquímicos e alimentícios. Já em Diadema e São Caetano apresentaram redução de 50 vagas cada.

SÃO PAULO

Nas indústrias de São Paulo houve redução de três mil postos de trabalho. De acordo com o Diretor do Depecon, Paulo Francini, os resultados do mês mostram que o emprego industrial tende a passar por períodos de oscilação até uma recuperação consistente.“A atividade da indústria está hesitante, próxima do aumento. Nós estamos em um período de transição. Enquanto a produção física não apontar claramente para cima, o emprego, que é o último a se recuperar, ainda viverá esse período de altos e baixos”, aponta.

0 visualização

Get Social

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey YouTube Icon

© 2020 - Metalúrgicos de São Caetano do Sul