Pedágios ficam mais caros nas rodovias a partir de segunda

Reajuste de 4,66% foi autorizado ontem pela Artesp; cobrança no Sistema Anchieta-Imigrantes será de R$ 27,40.

A Artesp (Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo) publicou ontem no Diário Oficial do Estado os valores dos reajustes anuais das tarifas de pedágio nas rodovias estaduais. Os novos preços passam a valer na segunda-feira e têm como base o IPC-A (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) acumulado entre junho de 2018 e maio deste ano – 4,66%.

No Grande ABC, motoristas que circulam pelo trecho de concessão da Ecovias, responsável pelo SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes), e da SPMar, que administra os trechos Leste e Sul do Rodoanel Mário Covas, serão afetados.

Com o aumento, as tarifas básicas nas praças principais da Via Anchieta e Rodovia dos Imigrantes será de R$ 27,40 para veículos de passeio, o maior valor cobrado em todo o Estado. No caso de caminhões, a quantia será multiplicada pelo número de eixos. Atualmente, motoristas que seguem em direção ao Litoral desembolsam R$ 26,20. Já nos pedágios de bloqueios, no trecho de planalto, a tarifa vai de R$ 6 para R$ 6,20 no Batistini (km 24 da Imigrantes); de R$ 1,80 para R$ 2 em Diadema (km 16 da Imigrantes); e de R$ 3,60 para R$ 3,80 no Eldorado (km 20 da Imigrantes).

No caso do Rodoanel Mário Covas, o Trecho Sul, que vai do km 30 ao km 86, a tarifa passa a ser de R$ 3,50 por eixo – R$ 1,75 para motocicletas. No Trecho Leste, o novo valor será de R$ 2,60 por eixo – sendo R$ 1,30 para motos.

Nos últimos oito anos, o preço do pedágio do SAI registrou alta de 35,64%. Em 2011, a tarifa era R$ 20,20. Apenas em 2013 não houve reajuste. No mesmo período, o valor cobrado nas saídas do Trecho Sul do Rodoanel Mário Covas ficou 40% mais caro – R$ 2,50 para R$ 3,50. Já no Trecho Leste do Rodoanel, cuja cobrança de pedágio só teve início em 2015, o preço aumentou 18,18% – de R$ 2,20 para R$ 2,60.

Conforme o diretor-geral da Artesp, Giovanni Pengue Filho, os reajustes nas tarifas de pedágio das rodovias estaduais estão previstos em contrato. Nos casos dos acordos assinados até 2014, a alta ocorre todo 1º de julho. Nas vias administradas pela Entrevias, a cobrança será aumentada no dia 6 de julho e, nas estradas da Via Paulista, apenas em 23 de novembro. “Desde 2011, temos uma preocupação de levar tarifas mais justas para os usuários. Adotamos como padrão de reajuste o IPCA, já que o IGPM (Índice Geral de Preços Mercado) fechou superior a 7% no acumulado dos últimos 12 meses.”

Na tentativa de buscar equilíbrio na concessão de rodovias, especialistas destacam a necessidade de o poder público acompanhar e fiscalizar o cumprimento de metas estabelecidas em contrato. Atualmente, a fiscalização é realizada por agentes da Artesp.

Fonte: DGABC

Get Social

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey YouTube Icon

© 2019 - Metalúrgicos de São Caetano do Sul