top of page
  • Foto do escritor

Trabalhadores aprovam na GM São Caetano do Sul acordo de PDV

Em assembleia realizada hoje, 01/12, pelo sindicato sob o comando do seu presidente Aparecido Inácio da Silva, o Cidão, os trabalhadores da General Motors (GM), unidade São Caetano do Sul, aprovaram por maioria absoluta acordo de PDV (Programa de Demissão Voluntária) negociada em conjunto com os sindicatos de metalúrgicos de Mogi das Cruz e de São José dos Campos e aberto aos empregados vinculados à manufatura - Operação e GBS de suporte à Manufatura (GBS - Serviços Manufatura e GBS - Gerenciamento de Materiais Indiretos), que estejam em trabalho regular ou em licença remunerada.


Pelo que foi aprovado empregados com 1 a 6 anos de permanência na empresa receberão 6 meses de salário nominal, adicional de R$ 15, 000,00 e plano médico de 3 meses ou R$ 6.000,00; empregados com 7 ou mais anos na empresa receberão 5 meses de salário nominal, 1 veículos Onix Hatch LS, ou R$ 85.000,00, e ainda plano médico 6 meses, ou R$ 12.000,00


Em relação ao período de adesão ao PDV este será de 05 a 12 de dezembro de 2023 sendo que 5, 6 e 7 será aberto a adesão para quem está em licença remunerada e a partir do dia 08 de dezembro, fica disponível para todos os elegíveis, caso o número máximo estabelecido não tenha sido atingido. Para cada adesão por empregado que esteja trabalhando regularmente resultará no retorno de outro empregado que esteja de licença remunerada.

Fica estabelecido garantia provisória de emprego aos trabalhadores horistas da manufatura e GBS de suporte à manufatura até o dia 3 de maio de 2024, exceto casos de justa causa. Pedido de demissão ou comum acordo apenas se dará com a assistência do sindicato.


Para garantir a estabilidade de emprego até o dia 3 de maio de 2024, as partes concordaram com a compensação de 5 dias de greve em datas à serem ajustadas entre empresa e sindicato até o dia 30 de junho de 2024, conforme necessidade de produção.

Os dias de greve não serão computados como dias perdidos para efeito da meta de absenteísmo e nem como dias de produção para atingimento da meta de volume de produção previsto no acordo de Participação de Resultados (PR) em vigor.

Segundo o Cidão, “A proposta que resultou em acordo e construída com muita discussão entre as partes possui um caráter positivo diante da atual conjuntura econômica e que, diferentemente da proposta anterior de PDV feita pela empresa, o acordo aprovado resultou em uma série de benefícios em termos econômicos, com destaque para a estabilidade de 05 meses aos que permanecerem na empresa”.


47 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page