Venda de veículos sobe 1,18% em fevereiro ante o mesmo mês de 2019

Segundo a Fenabrave, que representa as concessionárias, foram emplacadas 200 mil unidades, cerca de 2 mil a mais do que no mesmo mês do ano passado.


O mercado de veículos novos no Brasil esboçou reação em fevereiro. No segundo mês deste ano foram vendidas 200,98 mil unidades, aumento de 1,18% em relação a igual mês de 2019, segundo dados que consideram os segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.

Em relação a janeiro deste ano, o aumento foi de 3,89%. Ainda assim, no acumulado de 2020, a queda é de 0,99% ante igual período de 2019. Os dados são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), que representa as concessionárias.


De um lado, os resultados de fevereiro foram influenciados positivamente pela adoção das novas placas do Mercosul. No Estado de São Paulo, maior mercado do Brasil, a mudança adiou milhares de emplacamentos que seriam feitos na última semana de janeiro e só foram realizados em fevereiro.


Por outro lado, o mês foi prejudicado pelo feriado do Carnaval, que no ano passado ocorreu em março.


Para ter uma noção mais precisa do dinamismo do mercado, executivos do setor têm afirmado que é melhor esperar o fechamento do primeiro trimestre, para que dê tempo de os efeitos do Carnaval e da mudança de placa se dissi­parem. Com isso, os represen­tantes da indústria acreditam que a variação acumulada do ano deixará o terreno negativo para passar ao positivo.


Entre os veículos leves, que incluem segmentos de carros e comerciais leves e representam mais de 90% do mercado, os emplacamentos so­maram 192,6 mil unidades em feverei­ro, aumento de 4,63% an­te janeiro e avanço de 1,48% contra feve­reiro de 2019. No acumulado de 2020 houve baixa de 0,98%, para 376,8 mil unidades.


O segmento de pesados, contudo, apresentou retração. Foram vendidas 6,5 mil cami­nhões em fevereiro de 2020, queda de 9,42% ante janeiro e recuo de 4,52% em relação a fevereiro de 2019. No acumulado do ano houve baixa de 0,40%, para 13,7 mil unidades.

No segmento de ônibus, foram comercializadas 1.840 unidades. O número representa diminuição de 14,66% ante janeiro e de 7,35% ante fevereiro do ano passado. No acumulado do ano houve baixa de 4,61%, para 4 mil unidades.


Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, embora o desempenho do bimestre tenha apresentado pequena retração nas vendas, a entidade mantém expectativas otimistas para o ano.


“O primeiro bimestre sofre com os impactos das férias escolares e com os compromissos de início do ano, como IPTU e despesas com material escolar, além do reflexo da pausa para o Carnaval. Por isso, consideramos o desempenho do primeiro bimestre normal. Nossas projeções estão mantidas em um crescimento geral em torno de 10% para 2020. Continua­mos confiantes de que teremos novo ciclo de crescimento, nos próximos meses, nas vendas de veículos no país.”


Diário Regional, 06/03/2020

Get Social

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey YouTube Icon

© 2019 - Metalúrgicos de São Caetano do Sul